segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

0

Resenha: Pode Beijar a Noiva

http://1.bp.blogspot.com/-WXJvUIxMZ2M/ThNtfGpxXOI/AAAAAAAAC3Q/9OFzCoEnJaw/s1600/Pode+Beijar+A+Noiva.jpgLivro: Pode Beijar a Noiva

Autora: Patricia Cabot

Editora:Essência

Nota: 2,0 estrelas

Apenas um homem poderia propor a ela casamento...

Emma Van Court, dama de uma família londrina, jamais esperava ficar viúva e sem vintém na aldeia escocesa de Faires. E quando uma fortuna lhe foi prometida, se ela tornasse a se casar, a bela professora deparou-se com um mosaico de homens solteiros lutando por suas atenções, seus pretendentes iam desde o pastor local até um detestável barão.
Um doce beijo selaria aquele amor...

James Marbury, conde de Denham, era moderno e sofisticado... e totalmente desacostumado às estradas lamacentas e aos telhados de palha da pequena Faires, para onde viajara depois de saber do falecimento de seu primo Stuart. E logo fica ansioso ao perceber que o intenso amor que sentira pela viúva Emma continuava tão forte quanto antes. Diante de tantos homens solteiros que a cortejavam, James encontrou uma única solução: oferecer-se como marido temporário para Emma... Mesmo que secretamente ele desejasse fazer seus votos durarem para sempre.

Quando me falaram que esse era o livro mais fraco da Patricia Cabot, fiquei triste.

Uma porque estou a poucos livros, na verdade um livro (Little Scandal), de terminar a sua pequena biografia. Além de não querer ficar sem livros dela, eu ainda teria que me acostumar com o fato de que esse era fraco.

Não me falaram errado, é sim.

O livro em vários momentos, tanto no comço e mais profundamente no final, não é bem costurado e sem as cenas tão bem escritas, que vimos em tantos outros livros da Patricia.

Nem por isso, o livro chega a ser completamente um desperdício. Ele tem ótimas cenas e o casal de protagonistas é muito fofo. Tanto Emma quanto James são irresistíveis, mas achei que se tivessemos mais tempo, conseguiriamos acostumar e torcer mais por eles.

A trama recheada de personagens, mas curta, não ajuda a termos tempo o suficiente com cada um, e assim torná-la ainda mais ‘rala’.

Para quem curte a Patricia, vale a pena ler porque tem vários traços dela nele, mas nada completo como estamos acostumadas.

Eu não sei o que levou ao fato desse livro ser tão mal trabalhado, porque todos os outros livros da patricia tem um cuidodo muito especial.

Porém o que me deixa mais triste, é de ver uma estória que tinha tudo para ser ótima ser desperdiçada dessa forma.

Fanny Ladeira

cabotmegPatricia Cabot, é a própria Meg Cabot. Quando começou a escrever esse tipo de gênero de livro, Meg achou melhor usar um pseudônimo  por causa da sua avó ( ela não queria, que a avó descobrisse que ela estava escrevendo livros assim), depois acabou revelando que a sua avó não só adorava os livros, como fazia Clube do Livro com eles. Meg escreveu 6 romances históricos, e desde que começou a fazer sucesso como escritora teen, abandonou o gênero( pena!). Meg mora em Key West, Flórida com o seu marido Ben.

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado por comentar!


Agora peça um delicioso prato ao nosso chef, e continue a sua visita pelo O Restaurante do Fim do Universo.

Fanny Ladeira!