terça-feira, 31 de julho de 2012

7

Especial 50 tons - Resenha: Cinquenta Tons de Cinza

*Atenção Cinquenta tons de cinza é um livro para adultos, e seu conteúdo não é apropriado para menores de idade, e também para quem não curte livros eróticos sensuais.

banner post-1 em courier new

Livro: Cinquenta Tons de Cinza

Autora: E.L. James

Editora: Intrínseca

Nota: 4 estrelas

Livro não recomendado para menores de 16 anos.

Quando a estudante de literatura, Anastacia Steele, é obrigada a entrevistar um jovem empreendedor de sucesso, Christian Grey, para a revista da sua faculdade, ela acaba achando ele atraente, enigmático e intimidante. Convencida de que ele não sente nada por ela, ela tenta tirar Grey da sua cabeça, até que ele acaba aparecendo do nada na loja de ferramentas que ela trabalha. Erótico, interessante e extremamente envolvente.

Tentei montar uma uma resenha satisfatória desse livro por mais de um mês. Até o reli, porque simplesmente não conseguia transmitir os meus sentimentos e opiniões sobre ele.

Enquanto li, fui trocando figurinha com a Natália Rivero (@natirivero) que também estava lendo, e apesar de termos trocado vários e-mails sobre os acontecimentos, acredito que até neles fui contraditória em vários pontos. Por isso, me perdoem se eu fizer a mesma coisa aqui.

Resolvi ler o livro, por causa do buzz que rolou lá fora. Se você procurar pela internet, encontrará várias determinações para esse livro. Polêmico e erótico, acho que na maioria dos lugares.

É complicado definir esse livro em uma palavra, mas posso entender porque as pessoas o enquadraram nas definições acima.

Fifity Shades não é um livro para adolescentes, não só porque têm várias VÁRIAS cenas de sexo, mas porque traz uma situação muito conturbada, e odiaria pensar que a compreensão errada de algum ponto desse livro, possa levar alguém muito despreparada, há um relacionamento doentio.

Portanto, sem ser a chata, mas se você é adolescente, fique longe. Como se fosse adiantar, mas dei o meu recado.

A minha primeira impressão da Ana, ou Anastacia, era que ela era, facilmente manipulada. Entretanto, tenho que admitir que pelo jeito que descrevem Christian no livro, eu também não resistiria.

E mesmo sendo um pouco fraca aos comandos de Grey, em vários momentos ela demonstra que sabe falar não.

Como o romance se desenrola em vários níveis de acordo com o desenvolvimento do livro, temos a sensação de que ela se entrega totalmente aos caprichos dele ( vocês vão entender), só que isso acontece aos poucos, lentamente, e podemos perceber claramente em diversas partes do livro, que ela realmente está ponderando toda a situação que está entrando.

Em algumas partes, ela fala que se sente como Ícaro voando muito perto do Sol, e que ela sabe que vai acabar machucada.

É quase um alívio, a sentir dando esse passo para trás, se ‘negando’ em partes a entrar em um mundo desconhecido. Mesmo que o porteiro desse mundo seja um homem tão lindo.

Lógico que é muito diferente ela pensando desse jeito longe dele, e tentando lembrar as suas razões quando ele se inclina para beijá-la. *Suspira* hahahhahaa

Mas vamos falar do causador de tudo: Christian Grey, lindo de morrer e mais rico que o Tio Patinhas.

Christian é possessivo, mandão e... totalmente irresistível. Mas o charme dele no livro ( pelo menos pra mim!), não reside em ele ser assim. Mas sim, porque ele sabe o que quer, e vai atrás disso. ( Ok, no caso dele é um pouco doentio, porém vamos dar um mérito para o rapaz.)

A escrita do livro não é magnífica, mas nada que impeça a leitura. Os capítulos fluem muito bem, apesar de ter uma enrolada no meio de campo, mas nada que tire a graça do livro. Muito pelo contrário, nessa enrolada, tem várias cenas ótimas.

Sim, há muitas cenas de sexo nesse livro. MUITAS.

Porém, são todas com um sentido para a estória.

E claro que por causa do tema, eu realmente achei que teria várias cenas de BSDM ( eu não vou explicar o que é isso aqui!), com coisas estranhas e tal, mas até que não.

Há um pouco, mas não em um nível que poderia chocar a sociedade atual.

Se for para comparar, já li livros muito piores nesse aspecto.

Acredito que quem não tem muito costume de ler livros com essa temática (Romances Históricos e afins), pode achar um pouco chocante. Se for o seu caso, vá de cabeça aberta para o que vai encontrar.

Por isso que ao pensar nesse livro como um todo, fico confusa, mesmo após ter lido 2 vezes.

A relação de Ana e Christian é complicada.

É perigosa e irresistível ao mesmo tempo.

Fica tão difícil falar sobre a minha opinião desse livro. Porque mesmo com os todos os elementos dispostos em cima da mesa, ainda é extremamente complicado avaliar o ‘relacionamento’ dos dois ou definir qual seria a minha reação.

É claro que o que ele sugere para ela, é além da minha compreensão. Mas seria eu também capaz de me afastar? Será que teria coragem de simplesmente por um ponto final e tocar a minha vida?

O máximo que posso afirmar, é que realmente gostei, e que recomendo para todas as minhas amigas, conhecidas, inimigas e estranhas. =D

O livro termina em um momento super reviravolta, com um ótimo gás para o próximo livro da série, Cinquenta Tons Escuros, mas isso é papo para uma próxima resenha.

Ordens do Mr. Grey.

Laters Baby =)

Fanny Ladeira

 

A britânica Erika Leonard James tem 49 anos, é casada a vinte anos com o autor Niall Leonard. Ela de nada lembra as cenas pretensiosas de sexo que escreveu em seu livro, na verdade ela não só parece ser bem tímida, com me lembra um tia carinhosa que fica em casa cuidando dos filhos e fazendo comidinha gostosa (sem preconceito). Leia Mais!

7 comentários:

  1. Nooosssa adorei a resenha..
    A cada resenha que leio a respeito desse livro fico com mais vontade de ler!
    aiai..
    beijinhos!
    janainaricieri.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para quem gostou (ou até mesmo para quem não curtiu) do "50" descobri um que atrevo dizer ser bem mais legal: "REDES SENSUAIS". WWW.FACEBOOK.COM/REDESSENSUAIS Achei "Redes" muito mais excitante (e plausível) que o "50". A história reflete isso que acontece todos os dias, isto é, pessoas se encontrando no real e no virtual através da internet. Escrito por um brasileiro que diz morar no exterior, o livro tem um jeitinho mais "nosso" sem cair no lugar-comum. Gostei e recomendo efusivamente!

      Excluir
  2. Fanny, estava tão apavorada com esse livro! Tipo, o tema erótico e tals, mas você falando dos romances históricos, deu para ter uma noção de como é e é... Meu preconceito sobre o livro foi desfeito. Talvez eu o leia sim. Beijão!!!
    http://escritasobreatela.blogspot.com/
    @Juliana_Barnes

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Respostas
    1. Opa! obrigada pelo toque, já vou consertar.

      Excluir
  5. Oi adorei sua resenha!.. muito obrigado...me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso escrito pelo autor Darlei... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda ela traz o universo de fundo..abraços. www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?
    busca.livrariasaraiva.com.br/saraiva/Reverso
    www.buqui.com.br/ebook/reverso-604408.html

    ResponderExcluir

Obrigado por comentar!


Agora peça um delicioso prato ao nosso chef, e continue a sua visita pelo O Restaurante do Fim do Universo.

Fanny Ladeira!